Faculdade de Irecê fecha as portas e deixa alunos sem diploma; grupo prestou queixa

Faculdade de Irecê fecha as portas e deixa alunos sem diploma; grupo prestou queixa

Imagine ingressar em uma instituição de ensino superior, ser aprovado em todas as disciplinas e superar o temido Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para não conseguir ter acesso ao seu diploma e perder inúmeras oportunidades no mercado de trabalho por isso. A situação, que parece mais um pesadelo de universitário, é a realidade de centenas de concluintes da Unidade de Ensino Superior do Sertão da Bahia (UESSBA), que foi descredenciada em 2018 pelo Ministério de Educação (MEC) e, nos últimos dois anos, vem acumulando desculpas com os discentes, que chegaram a pagar pelo papel do diploma, mas nunca tiveram ele em mãos.

Nas desculpas dadas aos estudantes que cobram o documento de certificação profissional, há diversidade e criatividade por parte dos gestores da instituição. A UESSBA já chegou afirmar que malotes com os diplomas teriam sido enviados para os alunos, que a assinatura do responsável não poderia ser feita porque ele estava no Ceará e até que a entrega do diploma dependia apenas da emissão destes pela Universidade Federal da Bahia (Ufba), que nada tem a ver com as pendências da faculdade em Irecê. De acordo com as pessoas ouvidas pelo CORREIO, a fila dos estudantes sem diploma cresceu e muito. Só no grupo de WhatsApp articulado para buscar a resolução do problema, já são 139 integrantes. Ao todo, estima-se que mais de 300 pessoas estejam com a mesma pendência.

 

Matéria completa no site do Correio. Clique Aqui.

Fonte: CORREIO 24H

Comentários

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Irecê Repórter, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.